Hoje pela manha estava dando uma olhada na minha agenda e abri numa página do dia 28 de abril. Havia algumas anotações, que na verdade eu já havia me esquecido, que tomaram meus 20 minutos seguintes, me lembro muito bem desse dia, eu estava um pouco triste com saudades da minha família e dos meus amigos e fui dar uma caminhada, não foi uma caminhada normal no parque que estamos habituados, estava caminhando em um cemitério porém não foi aquela coisa mórbida como os cemitérios comuns, o local era bonito com muitas árvores e um extenso gramado.Foi nesse dia que conheci uma pessoa, que hoje seria um senhor com algumas histórias interessantes para contar se ele não tivesse morrido com 18 anos servindo como voluntário na equipe dos fuzileiros do exército Britânico durante a segunda Guerra mundial, seu nome era J.C Kelbee, morreu no dia 16 de abril de 1945. No dia 15 ele deveria estar bem de saúde, talvez tivesse falado ou não com sua família, talvez tivesse contado algumas piadas com seus outros amigos fuzileiros, talvez tivesse tido uma boa refeição. Isso despertou muito minha atenção, gastei mais uma hora sentado na frente daquela lápide pensando a respeito da morte.

E se eu morrer amanha, e ae? Essa pergunta parece meio suicida né? Principalmente para os Cristãos

Deixa eu evangelizar minha pergunta então

E Se Cristo voltar amanha? É exatamente a mesma pergunta, só que um pouco mais bonitinha não é mesmo?

Essa pergunta me fez refletir um pouco a respeito da maneira que eu levo minha vida, nós vivemos sabendo que vamos morrer um dia, certo? Disso ninguém tem duvida, todos nos vamos morrer. É normal, essa é a ordem natural das coisas, tudo sob o controle de Deus essas coisas acontecem, pessoas do mundo inteiro morrem todos os dias, sem seguir uma ordem, gênero, idade, cor, credo ou classe social. O que é curioso é que mesmo sabendo que vivemos o risco iminente de morte todos os dias, nós levamos nossa vida como se isso nunca fosse acontecer, vivemos achando e tendo quase a certeza de que iremos morrer com 90 anos ou mais, talvez seja por esse motivo que vivemos pensando cada vez mais em nós mesmos, no conforto próprio.

Ah, isso doeu de mais quando me dei conta de que vivo dessa maneira.

Nós vivemos planejando tudo, trabalhar trabalhar trabalhar e comprar comprar comprar, comprar meu carro, minha casa, uma grande casa por sinal, trocar de carro no proximo ano, comprar um sitio , trocar de carro nesse ano de novo, afinal faz dois anos que nao troco de carro, comprar uma casa na praia agora, estamos a cada momento pensando na nossa segurança, todos nos gostamos de um certo conforto, afinal é Deus quem quer o nosso melhor, foi Ele quem nos chamou para ser vencedores, foi Ele quem nos chamou para ser cabeça e não calda, é Ele quem quer nossos celeiros cheios.

A terra de certo homem rico produziu muito, Ele pensou consigo mesmo: o que vou fazer? Não tenho onde armazenar minha colheita, então disse: já sei o que vou fazer, vou derrubar meus celeiros e construir outros maiores e ali guardarei toda a minha safra e todos os meus bens. E direi a mim mesmo: Você tem grande quantidade de bens armazenados para muitos anos. Descanse, coma, beba e alegre-se. Contudo Deus lhe disse: Insensato! Esta mesma noite a sua vida lhe será exigida. Então, quem ficará com o que você preparou? Assim acontece com quem guarda para si riquezas, más não é rico para com Deus. (Lucas 12:16/21)

Comecei a pensar sobre qual é o verdadeiro motivo da minha existência na terra, tentei resumir ao máximo. A razão pela qual nos vivemos, o verdadeiro motivo da minha existência é muito maior do que eu, é muito mais digno do que o amor que sinto pela minha família, é muito maior do que a saudade que sinto dos meus amigos, e muito mais forte do que qualquer sentimento que eu já pude experimentar e que experimentarei aqui na terra, é muito mais importante do que meu próprio conforto e minha própria vida.
“Ele é antes de todas as coisas, e nele tudo subsiste”(colossenses 1:17)

Tenho certeza absoluta de que quanto menos pensamos em nosso próprio conforto construídos pelas nossas próprias mãos, mais conforto teremos construídos pelo próprio Deus. Precisamos entender que apenas teremos um vida confortável aqui na terra quando vivermos em função de um lugar que não conhecemos ainda e que vamos conhecer no maravilhoso dia da nossa morte.

Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, onde os ladroes arrombam e furtam. Mas acumulem para vocês tesouros nos céus, onde a traça e a ferrugem não destroem e onde os ladroes não arrombam nem furtam. Pois onde estiver seu tesouro, aí também estará o seu coração (Mateus 6:19/21)

Se você ler a História, descobrirá que os cristãos que mais fizeram por este mundo presente foram precisamente aqueles que pensavam mais no mundo por vir. A partir do momento em que os cristãos pararam de pensar com frequência no outro mundo, eles se tornaram ineficazes neste”. (C.S. Lewis)

4 comentários

  1. Bia em 27 de julho de 2010 às 17:45

    Meo caneco Diegoooo
    Muito bênção isso pia, que bom que Deus te revelou isso e agora vc está passando isso para os outros!
    Como eu já disse de pouco em pouco todos irão ter esse pensamento ;D

    Deus te abençõe e te use muito ai!
    ;**
    saudades

  2. Eliene em 29 de julho de 2010 às 20:34

    Diego, parabéns pelo texto!!
    E pela disposição em passar para os outros uma inspiração divina.. as coisas não acontecem por acaso, e vc não ‘conheceu’ o Sr Kelbee atoa tb..
    Coisas simples que as vezes passam por despercebidas nos mostram a grandeza do amor de Deus e o seu cuidado conosco. Veja como um dia aparentemente triste pode mudar seu rumo e fazer perceber o quão grande eh o futuro daquele cuja vida pertence a Jesus.
    Uma vez eu li num livro que passamos muito tempo de nossa vida planejando nosso futuro e que quase nunca incluimos Deus nele. Infelizmente as coisas acontecem assim…
    Mas eu tenho fé que a cada dia, mais e mais pessoas acreditarão que o nosso Futuro só será bom quando Aquele que nos criou fizer parte de cada segundo que será vivido.
    Isso só depende de pessoas dispostas a cumprir o que nos foi pedido: “proclamar o Evangelho”

    Que Deus te abençoe e te use na vida de muitas pessoas onde quer que você esteja!
    Graça e Paz!

  3. Leda =P em 1 de agosto de 2010 às 21:31

    Maia,

    Eu vim aqui de entrometida… pois fiquei intrigada pelo título “Uma morte confortável”…
    E veja só como somos abençoados…

    Tenho duas coisas importantes para lhe dizer…

    1ª COISA –
    A minha avó, é Católica, e recebe a hóstia em casa (pois está doentinha, como eu já te contei)… E hoje o Evangélio foi justamenteeeeeeee (Lucas 12:16/21)

    Eee… a observação da ministra foi justamente um resumo das suas filosofias acima… detalhe… minutos antes… da ministra chegar em minha casa… eu havia lido o seu texto “Uma morte confortável”.

    Acredito que Deus esteja realmente nos preparando para a partida dela… além de a nossa é claro e seu texto me tocou muito… Obrigada!!

    Piahhh já falei neh? Vc eh único, não tem forma igual a sua!! hehe

    2ª COISA –
    Esta semana, eu me formei como uma “Profissional” (entre aspas pois eh um trabalho voluntário) Contadora de Histórias, para atuar em Hospitais, Asilos e locais onde pessoas/crianças fragilizadas precisem de conforto…

    E veja só… a Palestra que mais me “tocou” foi a Palestra sobre a “Morte e o processo de morrer”, nem preciso explicar o porque…
    Porém… Uma coisa, talvez a mais importante de tudo que estou dizendo… eu vou lhe contar..
    Nesta noite… a Pscicóloga que estava palestrando, pediu que escrevessemos uma carta… para nos despedir das pessoas aqui na terra… pessoas que desgostamos e que gostamos muito… para aprendermos a ter desapego…

    E principalmente enterdermos que estamos somente de passagem…e sim, que devemos plantar o melhor possível, para que a colheita seja feita na vida eterna!!

    E dentre as pessoas que me despedi, eu me despedi de você!!!!!
    Um dia, eu espero ter a oportunidade de ler esta carta para você!!

    Obrigada por ser a exatamentee a pessoa que vc eh!!
    Obrigada por existir em minha vida!!

    E que Deus te abençoe e ilumine… AMÉM!!

  4. Nicole em 10 de setembro de 2010 às 10:01

    Diego… que saudades de você cara!.. Oxi, que alegria ler este post hein? Mesmo longe…você continua abençoando a minha vida e de toda a família MPC.
    Valew a pena os 5 minutos que dediquei lendo se post. Me fez pensar na vida… e quão valoroza ela REALMENTE é.
    Que Deus encha o seu coração de alegria e paz neste momento loge de ‘todos’…
    Um forte abraço!!

Deixe um Comentário