Skip to content
Ligue: (41) 98807-7110

Fala Sério Floripa

Olá galera interessada na MPC!

O objetivo deste post é contar um pouco sobre como foi o Fala Sério em Florianópolis, no ultimo dia 18, na minha visão, na experiência maluca que eu passei. Certamente será dificil descrever todas as emoções em palavras, mas aqui, na minha cabeça, tudo sempre terá um gosto doce de adrenalina.

PARTE I – BASTIDORES

Vamos lá.. começando pela sexta-feira…

Na verdade, foi a segunda vez que fui pra Floripa pra apresentar um FS. Na primeira vez o Cleber me levou no susto e foi uma das coisas mais maravilhosas que me aconteceu. Não pelo evento em sí (porque eu estava ansiosa demais, insegura e preocupada – embora o evento tenha sido muito bom) mas porque conheci a Samira e Deus brilhou nos meus olhos o amor dEle de novo. Poder sentir o amor do Criador na alegria da vida de alguém é fantástico. E a Sami é assim, ela respira a vida e motiva, anima automaticamente. E não é algo assim do momento, é uma alegria que impreguina, que sustenta.  Aí a gente fica agradecendo a Deus por meses por Ele restaurar a alegria em nós. Até alguém super agitada como eu precisa trocar a bateria de vez em quando, e é isso que tenho na Sami. – OBRIGADA, SENHOR.

Aí eu confesso que ser convidada de novo foi uma honra. Ir pra Floripa, mesmo correndo, ia ser incrível, eu já sabia.

Então, depois de uma semana agitadíssima, trabalhar o dia inteiro na sexta, ter dormido 5h nas duas ultimas noites (somando), eu e a Rike, companheirona – outro presentão de Deus – embarcamos pra Floripa. Nada de dormir no ônibus. Não q eu não tenha tentado, mas o Senhor me manteve acorda pra falar um pouco com Ele. Aliás, pra ouví-lO.

Durante toda a viagem choveu. chegando lá, um bom lanche, depois de muitos braços. E a familia Baus maraviilhoooosa que sempre nos recebe tão bem!! Descansar um pouco, finalmente. E já eram 2:30h da manhã. Quando acordamos, ainda chovia muito. Esperávamos pegar uma praia, um solzinho, ou nublado mesmo que fosse, mas só poder andar na praia um pouco. Nada!… a chuva não dava sossego. Mas não era uma chuvinha, assim, de molhar bobo. Era uma chuva forte, dolorida. E eu chorei com o Senhor, perguntando porque Ele estava bravo comigo. Fazia 1 mês que eu orava todos os dias pra fazer sol naquele fds. “Era só 1 dia, Deus.. o Senhor podia ter colaborado!”

Caminhada infinita pra encontrar o que falatava, arranjando detalhes, vendo a roupa ideal… muita coisa pra ser arrumada ainda de manhã. A panfletagem foi cancelada por causa da chuva. Almoçamos eu, a Rike e a Sami no mercado, comida japonesa e um belo suco. Já eram 15h.

Aí veio aquela coisa toda de mulher, de se arrumar, maquiar, trocar de roupa 1984051638704 de vezes e não estar certa, ainda depois disso, que aquela era a melhor combinação. Mas a Sami é boa nisso também, e para tal, quase desmontamos os guarda-roupas dela.

Prontas, correr atrás de mais material pro evento. Andar por Floripa é maravilhoso, faça chuva ou faça sol – embora eu prefira o sol. Aquela brisa, o ar da praia, as paisagens fantásticas… Aqui, bem nesta hora, a caminho da Lagoa (2 primeiras fotos da galeria).

[image title=”AQUELA chuva…” size=”medium” id=”335″ align=”center” linkto=”full” ] [image title=”MAIS CHUVA…” size=”medium” id=”334″ align=”center” linkto=”full” ]

Decoração, equipe super animada, muita gente trabalhando, muita gente fazendo acontecer. A Rika com os dons artísticos, a bia com a criatividade, a Sami correndo pra lá e pra cá, recebendo os convidados, arrumando tudo, a Cami doida fazendo tudo e mais um pouco, a Diana ajudando um monte, o Gabi com aqueles fios todos, microfones, me ajudando e orientando em tudo, o Djio incrível como sempre – só a presença dele já me organiza, acalma – e todos os outros tantos que ajudaram um monte, que trabalharam e deram o seu melhor. Gente que eu nem sei o nome, gente q deu o sangue, gente q eu nunca vou esquecer.

Mas por enquanto é isso.

 Outra hora eu conto como rolou o evento em sí. Será a segunda parte, e a melhor parte! :B

AbraçO!!

3 comentários

  1. Gabi (Gabriel Antunes) em 28 de outubro de 2008 às 21:28

    Antes de tudo, quero dizer que eu prefiro ser chamado de Gabe. É mais homem, sabe? rs.
    Bia, ler sua primeira parte sobre o FALA SÉRIO aqui foi incrível e contagiante.
    Não vejo a hora de você escrever logo a segunda parte, ansioso!!!
    Foi muito bom tê-la aqui conosco. Mais uma vez você foi ótima na apresentação. Sabes tudo!!!
    Deus abençoe você e todo o pessoal da MPC em Curitiba.
    Talvez eu apareça aí qq hora. Tenho um casal de amigos que estão aí…
    Beijo grande, querida.
    Fica com Deus
    e não esqueça de orar por nós aqui.

  2. Cleber em 8 de novembro de 2008 às 22:00

    Maravilha Bia! Parece que foi um tempo bem especial mesmo! Garanto que até a chuva fazia parte do que Deus tinha pra esse fim de semana!
    Deus abençoe!

  3. Samira Baus em 22 de novembro de 2008 às 23:29

    Deus é lindo demais! E faz td ser perfeito. urhuuuuu Estou feliz com sua felicidade. somos manas de fé. isto é td d bão. urhuuuuuuuuu desejo o de melhor pra ti. bjocas, Sami

Deixe um Comentário